De volta para o interior - Brain

Este site utiliza cookies para a análise de uso. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Canal Brain

O maior portal de conteúdos sobre inteligência de mercado.

De volta para o interior

19/11/2021, 13:28

Por Nicolle Macxime

Quando pensamos nas casas que serão projetadas no futuro, visualizamos algo bastante tecnológico, aliás como já acontece nas residências hoje em dia, com fechadura por biometria, reconhecimento facial, comando por voz, entre outros aparatos atrelados à tecnologia e inovação. Se voltássemos no tempo e olhássemos para hoje, perceberemos que muitas das tecnologias que foram projetadas no passado se concretizaram e fazem parte do nosso cotidiano, desde fazer compras de supermercado, pedir um carro por aplicativo ou conveniências dentro dos condomínios, que possuem sistemas automatizados de encomenda, retirada e pagamento, até robôs que ocuparam o lugar dos aspiradores de pó.

robô aspirador

Sim, existe praticidade e conforto em viver nos grandes centros urbanos, os objetos de nosso desejo estão relativamente acessíveis. Mas, viver nestas cidades, há também contratempos e situações que não são dos mais agradáveis como, por exemplo, o “rush” do trânsito, a poluição urbana e caos de modo geral, tornando a vida muitas vezes mais estressante do que prazerosa.

Podemos observar que os empreendimentos residenciais estão sendo projetados e adaptados de acordo com os avanços tecnológicos para acompanhar as inovações do mercado. Os projetos que estão surgindo aparecem com tomadas USB, paredes com proteção térmica e acústica, piso aquecido entre outras. Os imóveis urbanos proporcionam conforto, mas as pessoas têm buscado qualidade de vida, segurança e mobilidade, e se descolam para o interior ou longe do perímetro urbano para ter contato com a natureza, desacelerar o ritmo e descansar.

homem descansando em uma rede lendo um livro

A interiorização não é uma novidade, é algo tão relevante quanto os metros quadrados nas grandes capitais. Conforme dados do Secovi-SP, em São Paulo, em 40 anos a população do interior duplicou: passou de 16,4 milhões de habitantes para 32 milhões, houve um crescimento pela busca de localidades no interior em todo o Brasil, mas o estado de São Paulo foi a que mais se destacou. Com a pandemia e o trabalho remoto, estimulou-se a procura por um estilo de vida mais tranquilo, mais espaço para crianças e pets, longe da correria, do barulho e de toda a agitação da cidade grande.

De acordo com a pesquisa que abrange o projeto “Better Living Program’’, coordenada pela Electrolux e publicada no jornal Nossa Casa Uol, que ouviu 14 mil jovens de 15 a 20 anos em 13 países, para entender quais são seus desejos para um estilo de vida mais sustentável até 2030, 46% dos entrevistados brasileiros acreditam que o imóvel precisa estar localizado no interior dos estados. Diante deste dado é possível perceber que no futuro próximo haverá uma mudança no comportamento das pessoas e a vida na cidade grande não será mais prioridade. 

casa em uma região afastada do interior, casa de campo

Claro que o mercado precisa se adequar ao desejo do consumidor, atendendo às demandas que caibam no bolso do cliente e ao mesmo tempo acompanhando os avanços tecnológicos. Enquanto tentamos imaginar como, quando e onde será o futuro das novas moradias, de uma coisa podemos ter certeza, seja no campo ou na cidade: os imóveis do futuro precisarão ser cada vez mais acolhedores para proporcionar a tão desejada qualidade de vida que todos buscamos.

*O conteúdo expresso neste texto não necessariamente reflete a opinião da Brain.

Veja também:

O impacto da tecnologia no mercado imobiliário – CONVERSA DE MERCADO com Hércules Nolasco

Fundador e CEO da Âncora Engenharia, Hércules Nolasco fala sobre o impacto da tecnologia no mercado imobiliário e analisa o…

Como a Zebi revolucionou o processo de doc. imobiliária – CONVERSA DE MERCADO com Sudheer Kuppam

Fomos até o Smartus Porptech Summit e conversamos com o CEO e cofundador da Zebi, Sudheer Kuppam sobre o uso…

Setor de compras: soluções para padronização no processo – PROPTECH TALKS com Paulo Maragno

Nessa Conversa de Mercado, nos encontramos com Paulo Vitor Maragno, Diretor de novos negócios da CONAZ, empresa que conecta construtoras…