O papel do self storage para construir cidades inteligentes - Brain

Este site utiliza cookies para a análise de uso. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Canal Brain

O maior portal de conteúdos sobre inteligência de mercado.

O papel do self storage para construir cidades inteligentes

19/11/2020, 09:59

Por Rafael Felix Cohen 

Segundo a União Europeia, “Smart Cities” são sistemas de pessoas interagindo e usando energia, materiais, serviços e financiamento para catalisar o desenvolvimento econômico e a melhoria da qualidade de vida.  Esses fluxos de interação são considerados inteligentes por fazer uso estratégico de infraestrutura e serviços e de informação e comunicação com planejamento e gestão urbana para dar resposta às necessidades sociais e econômicas da sociedade. 

Melhor do que tentar enquadrar as cidades como inteligentes, é mais importante raciocinar que tipo de fatores e atividades podem ser implementados para tornar uma cidade mais inteligente. 

Muito mais do que se percebe à primeira vista, o self storage é um equipamento totalmente identificado com este conceito, por diversas razões, que explicam o seu sucesso e rápido crescimento nos grandes centros urbanos. 

Ao contribuir para a melhoria do meio ambiente, através da redução do impacto do transporte de cargas no trânsito, e do desperdício. Ao viabilizar a guarda de objetos e mercadorias, muitas vezes descartados por falta de espaço, facilitam a sua preservação, diminuindo a demanda de matéria prima, consumo de energia, e emissão de gases para a produção de novos bens quando novamente necessários.

Sua inserção na cadeia logística como importante alternativa na última etapa do comércio eletrônico, a chamada “last mile”, tem sido testada com sucesso e, os resultados apresentados pelas empresas de self storage durante a pandemia são a prova real de que este sistema de locação veio para ficar. O setor não parou de crescer, e teve aumento médio de 15% no número de empresas que utilizam a solução, na maior parte por estarem se adaptando a nova realidade das vendas online, que requerem entregas cada vez mais rápidas. 

O que tem se tornado evidente é que uma cidade inteligente não pode prescindir de soluções que contribuam de forma decisiva para seus habitantes como é o caso do self storage, que vem se consolidando como um grande resolvedor de problemas tanto para pessoas físicas como para as pessoas jurídicas.

Cidades inteligentes são construídas por cidadãos inteligentes e sensíveis às oportunidades que se apresentam. Vários prefeitos que serão eleitos nas próximas eleições terão a missão de conduzir a revisão dos planos diretores de suas cidades, fator que irá impactar significativamente a vida de seus habitantes. É importante que sejam levadas em consideração as transformações que vêm se consolidando em nosso modo de viver e que sejam previstas possibilidades que favoreçam a inovação e a criatividade para melhorar a qualidade de vida das pessoas, como entendemos ser o caso do self storage. É vital que fiquemos atentos as propostas que serão oferecidas nesse sentido, valorizando aqueles que tem uma visão mais moderna na condução dos problemas das suas cidades. Esta é uma tarefa que cabe ao cidadão na hora de escolher seus representantes. 

A nós, empresários do setor, cabe o desafio de tornar a atividade cada vez mais conhecida, para que as pessoas aprendam a tirar partido de tudo o que ela pode proporcionar em termos de praticidade, economia e qualidade de vida. 

Estamos muito otimistas quanto ao desenvolvimento deste modelo de locação no Brasil, que depois de testado duramente durante a pandemia, saiu robustecido e justificou a fama que ostenta no mercado americano, que é a de ser um setor “a prova de crises”. 

A partir das lições aprendidas no ano que passou, estamos mais uma vez nos transformando e nos adaptando para cumprir a nossa vocação: sermos grandes resolvedores de problemas. 

Self storage, só não usa quem não conhece. 

*A opinião do autor não reflete necessariamente a visão da Brain Inteligência Estratégica.

Veja também:

Tecnologia para mercado imobiliário – Proptech Talks com Francisco Perez

Proptech Talks é uma linha editorial da eBrain que conta com a participação de empresários de startups de tecnologias inovadoras…

Tomada de decisões. Cada vez menos instinto. Cada vez mais ciência.

Decidir lançar um empreendimento imobiliário é um ato de coragem e a análise de mercado é feita com cada vez mais cautela.

A Era da Experiência nos Empreendimentos

As experiências, a felicidade e o bem-estar vividos são o novo símbolo de prestígio e destaque. O sucesso está sendo redefinido. Não é mais o que você tem. É como você vive.