Pesquisa sobre segmento de loteamentos urbanizados mostra crescimento nas vendas no primeiro semestre do ano - Brain

Este site utiliza cookies para a análise de uso. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Canal Brain

O maior portal de conteúdos sobre inteligência de mercado.

Pesquisa sobre segmento de loteamentos urbanizados mostra crescimento nas vendas no primeiro semestre do ano

15/09/2021, 14:30

Por Márcio Norberto

Na manhã desta terça-feira (14), em coletiva de imprensa com jornalistas de vários veículos de comunicação do Brasil, a Brain Inteligência Estratégica em parceria com a Associação das Empresas de Loteamento e Desenvolvimento Urbano (AELO) e Secovi/SP divulgaram pesquisa que consolidou os resultados do primeiro semestre de 2021 sobre o segmento de loteamentos urbanizados novos colocados no mercado. O estudo trouxe ainda resultados de outros indicadores como lançamento de lotes e vendas. A pesquisa é um termômetro nacional porque apresenta dados de 232 cidades de 20 estados brasileiros, além de informações específicas do estado de São Paulo num espectro de 65 cidades.

De acordo com o presidente da AELO, Caio Carmona Cesar Portugal, a pesquisa é um importante instrumento que cria um indicador fidedigno em relação ao comportamento de mercado especialmente de lotes urbanizados. “A ideia deste trabalho é justamente auxiliar a população em geral no entendimento da dinâmica do setor e orientar numa compra legal e com segurança”, explicou Portugal.  

Mesmo com o cenário político-econômico do país ainda passando por momentos de instabilidade, somada à questão da pandemia mundial de Covid 19 que, com o avanço da vacinação vai se reduzindo a transmissão do vírus, o setor de loteamentos urbanizados não chegou a desacelerar no que se refere a lançamentos e vendas.

Segundo dados da pesquisa O mercado Imobiliário na Íntegra, o número de lotes vendidos no país cresceu 35% no primeiro semestre de 2021 em relação ao mesmo período do ano passado, chegando a mais de 48 mil lotes vendidos. Este número também é maior se comparado com os dados do segundo semestre de 2020 quando foram vendidos mais de 44 mil lotes. “É o melhor semestre em termos de vendas nos últimos 10 anos”, enfatiza o diretor executivo da Brain, Fábio Tadeu Araújo. O indicador nacional da pesquisa mostra ainda que, em termos financeiros, o Valor Geral de Vendas (VGV) vendido no semestre representa um crescimento de 25% na comparação com o primeiro semestre de 2020.

Em relação aos dados da pesquisa no estado de São Paulo, no primeiro semestre deste ano houve crescimento de 13% no número de loteamentos lançados na comparação com igual período em 2020. O número de novos lotes colocados no mercado foi também superior no mesmo período, crescendo 33%. No acumulado dos últimos doze meses, ou seja, de julho de 2020 a junho de 2021, foram mais de 38 mil lotes lançados. Araújo enfatizou a importância deste crescimento que demostra recuperação importante do setor em relação ao ano anterior. O executivo destaca ainda, em termos financeiros, o que o setor injetou na economia regional paulista. “O mercado de lotes colocou 2,2 bilhões de reais na economia dessas 65 cidades nesses primeiros seis meses do ano. É uma alta muito significativa de 87%”, enfatizou.

O indicador de lotes vendidos no estado acompanha a tendência verificada nacionalmente com aumento de 24% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em termos financeiros, o (VGV) vendido também em São Paulo cresceu 10%.

A pesquisa divulgada indica que, em relação às vendas, mesmo diante de incertezas econômicas, sobretudo trazidas pela pandemia, o mercado está em crescimento, ou seja, há demanda de público para aquisição de lotes imobiliários. Os prognósticos para o segundo semestre que está em curso são positivos. Confira a pesquisa na íntegra fazendo download abaixo.

Veja também: