Vai continuar de home office? Veja 5 dicas para transformar um cômodo em escritório - Brain

Este site utiliza cookies para a análise de uso. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Canal Brain

O maior portal de conteúdos sobre inteligência de mercado.

Vai continuar de home office? Veja 5 dicas para transformar um cômodo em escritório

21/01/2021, 12:37

Por Redação

A cada dia que passa chegamos mais perto de um fim definitivo para a pandemia que surpreendeu o mundo inteiro em 2020 e que, ao mesmo tempo, trouxe muitas mudanças inesperadas para o nosso dia a dia, seja no âmbito pessoal quanto profissional.

Uma delas foi o êxodo coletivo das salas de escritório empresariais para um escritório (muitas vezes improvisado) em casa – o já há tempos conhecido home office

Desde então, muitos vêm decretando o fim do escritório como algo certo. No entanto, a pesquisa “5ª Onda – Covid-19: O que esperar para 2021”realizada no final de 2020, mostrou que 69% dos participantes que podiam escolher entre voltar ao escritório e permanecer em home-office preferiram retornar ao escritório.

No entanto, para muitos a obrigatoriedade do isolamento social fez com que o período destinado a essa nova modalidade de trabalho fosse estendida, e hoje muitas delas consideram válida a possibilidade de perpetuar ohome office no pós-pandemia. De acordo com a mesma pesquisa, para aqueles que podem escolher, 31% preferem permanecer em home office, sendo 13% totalmente no regime de home office e 18% parcialmente home office.

À parte de opiniões pessoais, uma coisa é certa: estar preparado para fazer a transição do escritório para um cômodo do lar de forma eficiente se tornou essencial. E por isso separamos algumas dicas que podem lhe ajudar neste desafio. Confira a seguir:

Crie um espaço e organize-o

Pode ser um conselho óbvio, porém, com as mudanças repentinas, muitas pessoas que adotaram o home office acharam que sentar na mesa de jantar, ou levar o computador para a cozinha seria suficiente. Mas não é bem assim. 

Espaços improvisados servem por alguns dias, mas se sua intenção é permanecer trabalhando de casa, escolher um lugar da casa específico para trabalhar pode ajudar na produtividade e também na separação da vida pessoal e profissional.

“Quando a gente realmente organiza aquele espaço para ser um espaço de trabalho, a gente consegue se doar muito mais, a gente consegue muito mais produtividade, e, portanto, muito mais resultado também”, afirma Adriane Werner em seu curso “Media Training: técnicas para mídias digitais e home office”disponível na plataforma ebrain.

Planejamento ao alcance dos olhos

Para alguém organizado, uma agenda basta. Mas será mesmo? Quando se trata de atividades profissionais, organização e planejamento nunca é demais, principalmente quando se está longe de colegas de trabalho para dividir seus afazeres.

Uma dica para manter-se atento a isso é deixar um quadro de planejamento sempre a vista, onde você pode conferir as principais tarefas do dia, manejar demandas, colar post-its e lembretes. Calendários personalizados também podem ser uma ótima opção para manter o controle do seu tempo.

Opte por cores claras e presença de luz

Não é de hoje a reclamação de muitos trabalhadores de que o escritório pode parecer um ambiente enclausurado, e repetir isso em casa pode ser um erro comum. 

Para aqueles que estão transformando cômodos desocupados em escritórios, optar por cores claras na pintura das paredes pode transformar um ambiente muito mais acolhedor e vivo, melhorando sua performance durante o horário de expediente. Para os que já têm o ambiente montado, nada impede de adicionar luminárias ao local. 

Se o cômodo tiver janelas, melhor ainda. Faça questão de usá-las a seu favor e posicione os móveis de forma que mesa e cadeira não fiquem contra-luz, dessa forma será possível usar a luz solar durante o dia sem necessidade de gastar energia elétrica.

Conforto, saúde e bem estar vêm em primeiro lugar

Trabalhar esporadicamente em casa aos finais de semana é uma coisa, e nesses momentos trabalhar deitado na cama pode até parecer uma boa ideia. Contudo,para transformar a casa num híbrido de lar/escritório, é preciso prestar atenção nos móveis adequados.

Ficar sentado em uma cadeira por horas faz parte da rotina de muitos, portanto, escolha uma cadeira que não prejudique sua coluna ou postura a longo prazo. Saúde é investimento, e nos tempos de hoje, a escolha da cadeira ideal pode fazer diferença.

Outro ponto para prestar atenção é a altura do computador. É importante deixar a tela na mesma altura dos olhos, de modo que não seja necessário curvar-se para olhar.

Se tiver escolha, opte por desktops pois, além de telas maiores, sua altura é mais facilmente ajustável e você consegue moldá-la de acordo com sua necessidade. Caso tenha notebook, é possível improvisar com livros ou revistas embaixo do aparelho para deixá-lo mais alto.

Não esqueça da decoração dos bastidores!

Durante a pandemia, devido à impossibilidade de planejar eventos presenciais – e participar deles também – outra possibilidade de encontro surgiu: as lives! 

Junto com Webinars e toda sorte de eventos online, elas passaram a revelar particularidades pessoas de cada um que delas participava, como cômodos da casa, os livros na prateleira, fotos, etc. E, assim como o home office, essa é uma tendência que veio para ficar.

Pensando nisso, não esqueça de personalizar seu escritório em casa com uma decoração que funcione tanto para você quanto como cenário para um evento. Estantes organizadoras são uma boa pedida para quem precisa de organização e decoração em um só móvel. 

Veja também:

Webinar Brain | O negócio imobiliário mudou: como criar conceitos de produtos vencedores

Qual será o futuro do mercado de escritórios brasileiro?

Desde o início da pandemia da COVID-19, vimos muitas mudanças acontecendo. Começamos a praticar o distanciamento social e passamos a…

Aula online ao vivo gratuita | Direito imobiliário: impactos jurídicos diante do cenário do COVID-19

Aulas online, ao vivo e gratuitas eBrain: Aprenda sobre mercado imobiliário, finanças, dados de mercado, comunicação, bem estar e muito…