Venda de imóveis sobe, mas material caro esfria o setor - Brain

Este site utiliza cookies para a análise de uso. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Canal Brain

O maior portal de conteúdos sobre inteligência de mercado.

Venda de imóveis sobe, mas material caro esfria o setor

31/05/2021, 11:46

No acumulado dos últimos 12 meses, os lançamentos amargaram uma queda de 10,5%, para 168.673 unidades, enquanto as vendas continuaram subindo, para 207.946 unidades, alta de 12,8%. Com mais vendas que lançamentos, os estoques de imóveis (na planta, em obras e recém-construídos) caíram 14,8%, para 153.914 moradias. Este é o patamar mais baixo já registrado pela CBIC desde o início da série histórica, em 2016. Nesse ritmo de vendas, o estoque se esgotaria em 8,9 meses. Há um ano, essa métrica estava em 11,8 meses.

“Como no ano passado tivemos recorde de vendas e queda nos estoques, era esperado que o primeiro trimestre tivesse um ‘boom’ de lançamentos, mas eles cresceram só um pouquinho”, disse Fábio Tadeu Araújo, sócio da consultoria Brain.

Leia mais aqui.

Veja também:

Devido a pandemia, lançamentos de imóveis caem 14,8% no primeiro trimestre

As vendas de apartamentos novos cresceram no primeiro trimestre, mas, devido à pandemia de covid-19, a construção civil reduziu os…

[Webinar] 1 ano de pandemia: como está a intenção de compra de imóveis?

Participe do Webinar "1 ano de pandemia: : como está a intenção de compra de imóveis?". Faça já sua inscrição!

Licenciamentos De Imóveis Em Curitiba Crescem 150%

''Com destaque nos segmentos luxo e superluxo, o mercado de imóveis em Curitiba mantém no segundo semestre de 2021 a tendência…